Efeitos do Treino Reduzido e do Destreino Específico no Salto Vertical de Jovens Basquetebolistas

  • Eduardo Santos Universidade do Porto.
  • Manuel Janeira Universidade do Porto.
Palabras clave: Treino reduzido, destreino específico, basquetebol

Resumen

Com o presente estudo procuramos avaliar e comparar os efeitos

do destreino específico

vs.

 

treino reduzido na capacidade de salto vertical

 

de basquetebolistas adolescentes do sexo masculino. Após um programa

prévio de treino resistivo, os sujeitos (n=15) foram aleatoriamente subdivididos

num grupo de treino reduzido (GTR=8) e num grupo de destreino

específico (GDE=7). Ao longo de 16 semanas o GTR, paralelamente aos

treinos de basquetebol, manteve uma sessão semanal de treino resistivo, enquanto

o GDE apenas manteve a prática regular da modalidade. Todos os

sujeitos foram avaliados no salto sem contramovimento (SsCM), salto com

contramovimento (com-SCMb e sem balanço de braços-SCM), e salto em

profundidade (SP), no início (T1), e no final das semanas 4 (T4), 8 (T8),

12 (T12), e 16 (T16) dos períodos de treino reduzido e destreino específico.

Os resultados mais significativos evidenciam: a) estabilidade na capacidade

de salto vertical dos sujeitos dos dois grupos em estudo e b) semelhanças no

contraste dos resultados do destreino específico e do treino reduzido.

KEY WORDS: Reduced training, specific detraining, basketball

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
22-02-2013
Cómo citar
Santos, E., & Janeira, M. (2013). Efeitos do Treino Reduzido e do Destreino Específico no Salto Vertical de Jovens Basquetebolistas. Cuadernos De Psicología Del Deporte, 12(1). Recuperado a partir de https://revistas.um.es/cpd/article/view/169471
Sección
Artículos