INTERTEXTUALIDADE EM “OS PASSEIOS DO SONHADOR SOLITÁRIO” DE ALMEIDA FARIA

Autores/as

  • Ana María Delgado Georgetown University
Palabras clave: literatura portugesa, Almedia Faria

Resumen

Numa entrevista gravada em vídeo na Universidade de Georgetown em 1984, Almeida Faria afirmava estar a começar uma nova fase na sua produção literária, concluída a Tetralogia Lusitana com o último volume, 'Cavaleiro Andante', ao qual se refere como a “uma espécie de requiem não só pelas minhas personagens, das quais aqui me despeço, mas também por uma certa ideia de Portugal que desapareceu com o fim do império e que traumatizou profundamente grande parte da população portuguesa”. A intenção de produzir uma literatura diferente tem na sua origem a desilusão perante as insuficiências da revolução em Portugal e o desejo de entrar numa nova fase de realismo fantástico, em que a realidade retratada seja dada de modo menos realista. Essa intenção encontra uma primeira realização no conto 'Os Passeios do Sonhador Solitário', escrito em 1982-83.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.
Cómo citar
Delgado, A. M. (2008). INTERTEXTUALIDADE EM “OS PASSEIOS DO SONHADOR SOLITÁRIO” DE ALMEIDA FARIA. Cartaphilus. Revista de investigación y crítica estética, 4, 38-49. Recuperado a partir de https://revistas.um.es/cartaphilus/article/view/45721
Número
Sección
Miscelánea