MUNDO IMAGINAL, ESPAÇO EDÉNICO E METAMORFOSE EM IBN ʿARABĪ E MARIA GABRIELA LLANSOL

  • Paulo Borges
Palabras clave: Maria Gabriela Llansol, Ibn ʿArabī, barzaḫ, mística experimental, ʿ ālam al-miṯāl

Resumen

Resumo: Procuramos apresentar as noções de «mundo imaginal» e «espaço edénico» no filósofo e místico murciano e na escritora portuguesa e mostrar as suas relações como via para compreender a experiência da metamorfose da vida enquanto alternativa ao princípio de identidade prevalecente na tradição filosófica ocidental.

Abstract: We aim to present the notions of «imaginal world» and «Edenic space» in the philosopher and mystic from Murcia, Ibn ʿArabī, and in the perspective of the Portuguese writer Maria Gabriela Llansol, in order to show their relations as a way to understand the experience of the metamorphosis of life as an alternative to the principle of identity, which prevails in the Western philosophical tradition.

Citas

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BARRENTO, João (2017), A imaginação do Amor. Llansol e Ibn ‘Arabî, [s. l.], Espaço Llansol.

BORGES, Paulo (2018), «A Perplexidade em Ibn ‘Arabî (ou do regresso à Presença anterior à filosofia). Uma reflexão sobre a sabedoria sufi a partir de María Zambrano», in Id., Vazio e Plenitude ou o Mundo às Avessas. Estudos e ensaios sobre espiritualidade, religião, diálogo inter-religioso e encontro trans-religioso, Lisboa, Âncora, pp. 129-148.

BORGES, Paulo (2017), «Regressar à presença anterior à filosofia: a perplexidade em Ibn ʿArabī – uma reflexão a partir de María Zambrano», El Azufre Rojo – Revista de Estúdios sobre Ibn Arabi, n.º 4, pp. 8-21, https://revistas.um.es/azufre/article/view/314761.

BORGES, Paulo (2017), «Vazio, Interlúdio e Entresser. A Metamorfose de Fernando Pessoa em Maria Gabriela Llansol», in Aa. Vv., Actas do Congresso Internacional Fernando Pessoa 2017, Lisboa, Casa Fernando Pessoa, pp. 320-330, https://casafernandopessoa.pt/application/files/5315/1698/3454/CFP_ACTAS_2017.pdf.

CAILLOIS, Roger (1988), O Homem e o Sagrado, tr. Geminiano Cascais, Lisboa, Edições 70.

CASTRO, Eduardo Viveiros de (2017), A Inconstância da Alma Selvagem, São Paulo, Ubu. (2014), Métaphysiques Cannibales, tr. Oiara Bonilla, Paris, PUF, 4ª ed.

CHALLITA, Mansour (tr.), O Alcorão: Livro Sagrado do Islã, Rio de Janeiro, BestBolso, 2011.

CHITTICK, William C. (2004), Mundos Imaginales: Ibn al-Arabī y la diversidad de las creencias, [s. l.], Mandala.

CHITTICK, William C. (1989), The Sufi Path of Knowledge: Ibn al-‘Arabi’s Metaphysics of Imagination, Albany, State University of New York Press.

CORBIN, Henry (1977), L’Imagination Créatrice dans le Soufisme d’Ibn’ Arabî, Paris, Flammarion, 2ª ed.

KOPENAWA, Davi, ALBERT, Bruce (2015), A Queda do Céu. Palavras de um xamã yanomani, tr. Beatriz Perrone-Moisés, pref. Eduardo Viveiros de Castro, São Paulo, Companha das Letras.

LLANSOL, Maria Gabriela (2003), Na Casa de Julho e Agosto, Geografia de Rebeldes III, seguido de O Espaço Edénico, posf. de João Barrento, Lisboa, Relógio D’Água.

LLANSOL, Maria Gabriela (2001), A Restante Vida, Geografia de Rebeldes II, seguido de O Pensamento de Algumas Imagens, posf. José Augusto Mourão, Lisboa, Relógio D’Água.

LLANSOL, Maria Gabriela (1999), O Livro das Comunidades, Geografia de Rebeldes I, seguido de Apontamentos sobre a Escola da Rua de Namur, posf. Silvina Rodrigues Lopes, Lisboa, Relógio D’Água.

RODRIGUES, Cristiana Vasconcelos (2001), «Espinosa e Llansol: a troca de pensamento e afecto», in João Barrento (ed.), Europa em sobreimpressão: Llansol e as dobras da história, Lisboa, Assírio & Alvim-Espaço Llansol, pp. 147-175.

Publicado
17-05-2019
Cómo citar
Borges, P. (2019). MUNDO IMAGINAL, ESPAÇO EDÉNICO E METAMORFOSE EM IBN ʿARABĪ E MARIA GABRIELA LLANSOL. El Azufre Rojo, (6). https://doi.org/10.6018/azufre.378371
Sección
Artículos