Entre a razão e a lei simbólica: rastros de Ibn ʿArabī

  • Bia Machado

Resumen

Resumo: Apropriando-me de certas formulações de Derrida, procuro fazer ver como o pensamento de Ibn ʿArabī oferece um vasto campo para a abordagem de problemas contemporâneos. A impressionante riqueza com que o Sufismo trata, por exemplo, a ideia de “escrita” e suas várias concepções de linguagem, ou os desdobramentos da relação de profunda intimidade com a revelação corânica,
na qual a responsabilidade do sujeito perante o Outro-em-cada-outro é quase esmagadora, fazem dessa via mística em geral, e de Ibn ʿArabī em particular, uma trajetória indispensável para o Pensamento atual.


Palavras-chave: Derrida. Ibn ʿArabī. Interpretação. Lingua. Pensamento actual. Sufismo


Abstract: Taking advantage of certain formulations of Derrida, I try to show how Ibn ʿArabī’s thought offers a vast field for approaching contemporary problems. The impressive richness with which Sufism deals, for example, with the idea of “writing” and its various conceptions of language, or the unfolding of the relationship of deep intimacy with the Quranic revelation, in which the subject’s responsibility to the Other-of-each-other is almost overwhelming, make this mystical path in general, and of Ibn ʿArabī in particular, an indispensable trajectory for the current Thought.

Key words: Derrida. Ibn ʿArabī. Interpretation. Language. Current Thought. Sufism.

Publicado
29-05-2018
Cómo citar
Machado, B. (2018). Entre a razão e a lei simbólica: rastros de Ibn ʿArabī. El Azufre Rojo, (5). Recuperado a partir de https://revistas.um.es/azufre/article/view/332381
Sección
Artículos