PRODUTIVIDADE DE BIOMASSA E SUPRESSÃO DE PLANTAS ESPONTÂNEAS POR ADUBOS VERDES

  • Alexandre Ferreira do Nascimento
  • Jorge Luiz Schirmer de Mattos
Palabras clave: guandu-anão, manejo ecológico, milheto, mucuna-preta, plantas espontâneas

Resumen

O objetivo desse trabalho foi avaliar a produtividade e a capacidade de supressão das plantas espontâneas pelos adubos verdes. O experimento foi conduzido no Sítio Dois Irmãos, na Gleba Triângulo, em Tangará da Serra-MT, Brasil. Utilizou-se um delineamento experimental em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. As parcelas compreenderam uma área de 24 m² (8 x 3 m), onde foram locados os adubos verdes e as subparcelas uma área de 12 m² (4 x 3 m), onde foram locados as técnicas de manejo da biomassa dos adubos verdes. Os tratamentos constaram de esquema 5 x 2, sendo cinco espécies/mistura de adubos verdes [mucuna-preta (Stizolobium aterrinum), guandu-anão (Cajanus cajan), milheto (Pennisetum americanum), mucuna-preta e milheto, guandu-anão e milheto] e duas técnicas de manejo da biomassa (corte com incorporação ao solo e corte sem incorporação ao solo). Observou-se maior produtividade de biomassa (massa seca) no milheto em cultivo solteiro e consorciado com o guandu-anão. Os resíduos da mucuna-preta sobre a superfície apresentaram o maior potencial para a supressão de plantas espontâneas.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Alexandre Ferreira do Nascimento
Universidade Federal de Viçosa (UFV) MG Brasil Bolsista CAPES
Jorge Luiz Schirmer de Mattos
Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) Campus Universitário de Tangará da Serra MT Brasil
Publicado
22-04-2008
Cómo citar
Ferreira do Nascimento, A., & Luiz Schirmer de Mattos, J. (2008). PRODUTIVIDADE DE BIOMASSA E SUPRESSÃO DE PLANTAS ESPONTÂNEAS POR ADUBOS VERDES. Agroecología, 2, 33-38. Recuperado a partir de https://revistas.um.es/agroecologia/article/view/12151
Sección
Artículos