Conocimiento teórico-práctico del Enfermero del Proceso de Enfermería y Sistematización de Enfermería

Ana Paula Boaventura, Pedro Alves dos Santos, Erika Christiane Marocco Duran

Resumen


El objetivo de este estudio fue identificar el conocimiento teórico-práctico de los enfermeros en la Sistematización de la Asistencia de Enfermería y el Proceso de Enfermería en un hospital público docente, en São Paulo - Brasil.

Se realizó un estudio exploratorio-descriptivo, de enfoque cuali-cuantitativo con 164 enfermeros. Se encontró que el 57% reportó que la carga de trabajo impide el uso de la Sistematización de los Cuidados de Enfermería y Proceso de Enfermería, el 38 % dice que los impresos son inadecuados para la unidad de trabajo y el 29 % indica la falta de credibilidad del método, siendo elementos que impiden un desarrollo adecuado de la actividad. Para estos enfermeros tanto la Sistematización de los Cuidados de Enfermería como el Proceso de Enfermería tiene el mismo significado conceptual.

En conclusión, se identificó que los enfermeros de la institución utilizan SAE y PE como métodos de trabajo sin distinción, lo que contribuye a las divergencias del conocimiento conceptual.


Palabras clave


Enfermería; Educación; Proceso de enfermería

Referencias


Garcia TR, Nóbrega MML. Processo de Enfermagem: da Teoria à Prática Assistencial e de Pesquisa. Esc Anna Nery Rev Enferm 13 (1): 188-193, 2009. Acesso em: 15/03/2013. Disponível em: www.scielo.br/pdf/ean/v13n1/v13n1a26.pdf

Backes DS, Koerich MS, Nascimento KC, Erdmann AL. Sistematização da Assistência de Enfermagem como Fenômeno Interativo e Multidimensional. Rev Latino-am Enfermagem 16(6), 2008. Acesso em: 27/02/2013. Disponível em: www.eerp.usp.br/rlae

Oliveira CM, Carvalho DV, Peixoto ERM, Camelo LV, Salviano MEM. Percepção da Equipe de Enfermagem Sobre a Implementação do Processo de Enfermagem em uma Unidade de um Hospital Universitário. Rev. Min. Enferm.; 16(2): 258-263, 2012. Acesso em: 10/03/2013. Disponível em: www.enf.ufmg.br/site_novo/modules/mastop.../files_501bf3211a106.pdf

Santos MGPS, Medeiros MMR, Gomes FQC, Enders BC. Percepção de Enfermeiros sobre o Processo de Enfermagem: uma integração de estudos qualitativos. Rev Rene. 2012; 13(3):712-23. Acesso em: 6/02/2013. Disponível em: www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/viewFile/.../pdf

Silva EGC, Oliveira VC, Neves GBC, Guimarães TMR. O conhecimento do enfermeiro sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem: da teoria à prática. Rev Esc Enferm USP 45(6):1380-6, 2011. Acesso em: 10/03/2013. Disponível em: www.scielo.br/pdf/reeusp/v45n6/v45n6a15.pdf

Melo ECA, Enders BC. Construção de sistemas de informação para o processo de enfermagem: uma revisão integrativa. J. Health Inform. 5(1):23-9, 2013. Acesso em: 10/04/2014. Disponível em: www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/viewFile/.../161

Medeiros AL, Santos SR, Cabral RWL. Sistematização da assistência de enfermagem na perspectiva dos enfermeiros: uma abordagem metodológica na teoria fundamentada. Rev Gaúcha Enferm. 33(3):174-181, 2012. Acesso em 26/02/2013. Disponível em: ww.scielo.br/pdf/rgenf/v33n3/23.pdf

Moura ACF, Rabelo CBM, Sampaio MRFB. Prática profissional e metodologia assistencial dos enfermeiros de um hospital filantrópico. Rev Bras Enferm. 2008; 61(4):476-81. Acesso em 22/02/2013. Disponível em: www.scielo.br/pdf/reben/v61n4/13

Maria MA, Quadros FAA, Grassi MFO. Sistematização da assistência de enfermagem em serviços de urgência e emergência: viabilidade de implantação. Rev Bras Enferm. 2012; 65(2): 297-303. Acesso em 26/03/2015. Disponível em: www.scielo.br/pdf/reben/v65n2/v65n2a15.pdf

Marques Frota N, Ramalho Rolim L, Mesquita Melo E, Almeida, NG, Barbosa IV, Almeida DT. Sistematización de la asistencia de enfermería: enfoque en un paciente portador de úlcera venosa. Estudio de caso. Enfermería Global, 11(4):23-30, 2012. Acesso em 26/06/2015. Disponível em : www.redalyc.org/pdf/3658/365834801002.pdf

Maroso E, Adamy R, Amora L, Ferraz L, Lima M, Neiss M. Sistematização da assistência de enfermagem na atenção básica: o que dizem os enfermeiros? Ciencia y enfermeria XXI (2): 31-38, 2015. Acesso em 26/03/2016. Disponível em: http://www.scielo.cl/pdf/cienf/v21n2/art_04.pdf

Penedo RM, Spiri WC. Significado da Sistematização da Assistência de Enfermagem para enfermeiros gerentes. Acta Paul Enferm 27(1):86-92; 2014. Acesso em 26/03/2016. Dsiponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v27n1/pt_0103-2100-ape-27-01-00086.pdf

Massaroli R, Martini JG, Massaroli A, Lazzari DD, Oliveira SN, Canever BP. Trabalho de enfermagem em unidade de terapia intensiva e sua interface com a sistematização da assistência. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 19(2) Abr-Jun, 2015. Acesso em 26/03/2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n2/1414-8145-ean-19-02-0252.pdf

Cruz DALM, Guedes ES, Santos MA, Sousa RMC, Turrini RNT, Maia MM, Araújo SAA. Documentação do processo de enfermagem: justificativa e métodos de estudo analítico. Rev Bras Enferm [Internet]. 69(1):197-204, 2016. Acesso em 23/03/2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672016000100197

Pétala Tuani Candido de Oliveira Salvador, Viviane Euzébia Pereira Santos, Maria, Terezinha Zeferino, Francis Solange Vieira Tourinho, Allyne Fortes Vítor. Típico ideal de acadêmicos de enfermagem acerca da sistematização da assistência de enfermagem Rev Min Enferm. 19(2): 51-58, 2015. Acesso em 25/03/2016. Dsiponível em: www.reme.org.br/exportar-pdf/1005/v19n2a05.pdf

Soares MI, Resck ZMR, Terra FS, Camelo SHH. Sistematização da assistência de enfermagem: facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 19(1) Jan-Mar 2015 Acesso em 25/03/2016. Dsiponível em http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0047.pdf

Silva JP, Garanhani ML, Guariente MHDM. Sistematização da assistência de enfermagem e o pensamento complexo na formação do enfermeiro: análise documental. Rev Gaúcha Enferm. 35(2):128-34, 2014. Acesso em 25/03/2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S19814472014000200128&script=sci_arttext&tlng=pt

Juliani CMCM, Silva MC, Bueno GH. Avanços da Informática em Enfermagem no Brasil: Revisão Integrativa J. Health Inform. 6(4):161-5, 2014. Acesso em 28/03/2016. Disponível em: www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/.../322/218

Lopes PF, Garcia APRF, Toledo VP. Processo de Enfermagem no cotidiano do enfermeiro nos Centros de Atenção Psicossocial. Rev Rene. 15(5):780-8, 2014. Acesso em 26/03/2016. Disponível em: http://www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/viewFile/1796/pdf

Conceição VM, Araujo JS, Oliveira RAA, Zago MMF, Souza RF, Monteiro MOP, Neves AB, Gomes VO, Luz MPN. Percepções culturais de acadêmicos e enfermeiros sobre a sistematização da assistência de enfermagem. Rev Enferm UFSM 4(2):378-388, 2014. Acesso em 25/03/2016. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reufsm/article/view/11234

Garcia TR. Sistematização da assistência de enfermagem: aspecto substantivo da prática profissional . Esc Anna Nery 20(1):5-10, 2016. Acesso em 25/03/2016. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414




DOI: http://dx.doi.org/10.6018/eglobal.16.2.247911