Educación para la salud en el contexto escolar: estudio de revisión integradora

Évilin Costa Gueterres, Elisa de Oliveira Rosa, Andressa da Silveira, Wendel Mombaque dos Santos

Resumen


Educación para la salud se considera un medio muy importante para ampliar los conocimientos y prácticas relacionadas con conductas saludables de los individuos. Así, el estudio tiene como objetivo caracterizar las producciones científicas y describir el trabajo de las enfermeras en las prácticas de educación en salud en la escuela. Es una revisión integradora de la literatura en las bases LILACS y BDENF. A través de los criterios de inclusión se seleccionaron 20 artículos que respondieron a la pregunta: ¿cómo la enfermera actúa en las prácticas de educación para la salud en el contexto escolar? Los resultados emergieron tres categorías para el análisis: "Educación para la salud y la cuestión de la salud pública en la escuela", "Enfermería y educación para la salud en la escuela" y        "Medidas adoptadas en el ámbito escolar." A partir de 2010 se produjo un aumento significativo de publicaciones, estudios predominantemente con un enfoque cualitativo. Con todo, se percibe la complejidad de las prácticas de educación para la salud en el entorno escolar y la debilidad existente en publicaciones científicas sobre la inclusión de las enfermeras en la escuela.

Palabras clave


salud escolar; educación para la salud; enfermería

Referencias


Neves ET, Silveira A, Neves DT, Padoin SMM, Spanavello CS. Educação em saúde na escola: educando para vida num espaço multidisciplinar: estudo de revisão integrativa. Rev enferm UFPE. 2011; 5(8):2023-30. Disponível em: file:///C:/Users/Microsoft%20User/Desktop/1844-15853-1-PB.pdf

Santos SMR, Jesus MCP, Peyroton LS, Linhares FS. Avaliação e classificação do risco familiar em uma escola de educação infantil. Fundan. Care. Online. 2014; 6 (1): 232-40. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2659/pdf_1043

Duarte ACS, Barboza RJ. Paulo Freire: O Papel Da Educação Como Forma De Emancipação Do Indivíduo. Revista Científica Eletrônica de Pedagogia. 2007; 1(9):1-7.

Gomes LB, Merhy EE. Compreendendo a Educação Popular em Saúde: um estudo na literatura brasileira. Cad. Saúde Pública. 2011; 27(1):7-18.

Brasil. Ministério da Educação e da Saúde. Programa Saúde nas Escolas. Decreto nº 6.286 de 5 de dezembro de 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6286.htm.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11st ed. São Paulo: HUCITEC; 2008.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008; 17(4):758-64. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf

Costa MC, Silva EB, Jahn AC, Dalmolin IS, Santos M, Silva CM. Representações sociais da violência escolar na expressão de jovens estudantes. Rev. Eletr. Enf. 2012; 14(3):514-22. http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v14/n3/pdf/v14n3a07.pdf

Mendes CS. Prevenção da violência escolar: avaliação de um programa de intervenção. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(3):581-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v45n3/v45n3a05.pdf

Giron MPN, Souza DP, Fulco APL. Prevenção do tabagismo na adolescência: um desafio para a enfermagem. Rev. Min. Enferm. 2010; 14(4):587-94. Disponível em: http://www.enf.ufmg.br/site_novo/modules/mastop_publish/files/files_4db582300901f.pdf

Cocco M, Lopes MJM. Violência entre jovens: Dinâmicas sociais e situações de vulnerabilidade. Rev Gaúcha Enferm. 2010; 31(1):151-9. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/10620/8448

Cordeiro EAK, KupeK E, Martin JG. Prevalência do tabagismo entre escolares de Florianópolis, SC, Brasil e as contribuições da enfermagem. Rev. bras. enferm. 2010; 63 (5): 706-11. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v11/n1/pdf/v11n1a21.pdf

Lopes GT, Belchior PC, Felipe ICV, Bernardes MM, Casanova EG, Pinheiro APL. Dinâmicas de criatividade e sensibilidade na abordagem de álcool e fumo com adolescentes. Rev. enferm. UERJ; 20(1):33-8. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/3972/2755

Freitas KR, Dias SMZ. Percepção de adolescentes sobre sua sexualidade. Texto Contexto Enferm. 2010; 19(2):351-7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v19n2/17.pdf

Souza MM, Munari DB, Souza SMB, Esperidião E, Medeiros M. Qualificação de professores do ensino básico para educação sexual por meio da pesquisa-ação. Cienc Cuid Saude. 2010; 9 (1):91-8. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/10532/5741

Araújo MFM, Almeida LS, Freitas RWF, Marinho NBP, Pereira DCR, Damasceno MMC. Hábitos alimentares de adolescentes de escolas Particulares: implicações para a prática da Enfermagem pediátrica. Rev. Enferm. UERJ. 2010; 18 (3):417-22. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v18n3/v18n3a14.pdf

Vasconcelos VC, Martins MC, Valdês MTM, Frota MA. Educação em saúde na escola: estratégia em enfermagem na prevenção da desnutrição infantil. Cienc Cuid Saude. 2008; 7 (3):355-62. Disponível em:http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/6508/3862

Lopes PCS, Prado SLA, Colombo P. Fatores de risco associados à obesidade e sobrepeso em crianças em idade escolar. Rev Bras Enferm. 2010; 63(1):73-8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S003471672010000100012&script=sci_arttext

Luna IT, Moreira RAN, Silva KL, Caetano JÁ, Pinheiro PNC, Rebouças CBA. Obesidade juvenil com enfoque na promoção da saúde: revisão integrativa. Rev Gaúcha Enferm. 2011 ;32(2):394-401. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v32n2/a25v32n2.pdf

Araújo LM, Souza ECR, Simpson CA. Condições de saúde de escolares e intervenção de enfermagem: relato de experiência. Rev Rene. 2011; 12(4):841-8. Disponível em: http://www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/view/313/pdf

GubertI FA, Santos ACL, Aragão KAI, Pereira DCRIV, Vieira NFC, Pinheiro PNC. Tecnologias educativas no contexto escolar: estratégia de educação em saúde em escola pública de Fortaleza-CE. Rev. Eletr. Enf. 2009; 11(1):165-72. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v11/n1/v11n1a21.htm.

Godoi SC, Pol P, Matia G. A inserção da equipe de saúde da família no ambiente escolar público: perspectiva do professor. Cogitare Enferm. 2012; 17(2):232-8. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/cogitare/article/viewFile/22735/18452

Coelho ACO, Marta DC, Dias IMAV, Salvador M, Reis VN, Pacheco ZML. Olho vivo: analisando a acuidade visual das crianças e o emprego do lúdico no cuidado de enfermagem. Esc. Anna Nery. 2010; 14 (2):318-23. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452010000200015&script=sci_arttext

Marques JF, Silva KM, Moreira KAP, Queiroz MVO. Saúde e cuidado na percepção de estudantes adolescentes contribuições para a prática de enfermagem. Cogitare Enferm. 2012;17(1):37-43. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/cogitare/article/view/26372/17565

Alvarenga WAA, Silva MDEC, Silva SS, Barbosa LDCS. Ações de educação em saúde realizadas por enfermeiros na escola percepção de pais. Rev. Min. Enferm. 2012; 16(4):522-27. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/557

Scarpitta TP, Vieira SS, Dupas G. Identificando necessidades de crianças com deficiência auditiva: uma contribuição para profissionais da saúde e educação. Esc Anna Nery. 2011; 15(4):791-80. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v15n4/a19v15n4.pdf

BernardinoI E, SeguiII MLH, Lemos MB, Peres AM. Enfermeira de ligação: uma estratégia de integração em rede. Rev Bras Enferm. 2010; 63(3):459-63. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v63n3/a18v63n3.pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.6018/eglobal.16.2.235801